WPJ & Associados

  • Home
  • Serviços
  • Produtos
  • Projetos
  • WPJ Responde
  • The Money Call
  • WPJ no YouTube
  • [SIGNIN]
    [SIGNUP]

    Patrimônio líquido

    MATERIAL EM REVISÃO

    Patrimônio líquido é diferença entre os totais dos ativos e dos passivos de uma pessoa física ou jurídica.

    Origem

    Português patrimônio + líquído (latim liquidus = fluido).

    Pontos-chave

    Discussão

    Na linguagem cotidiana, patrimônio é aquilo que uma pessoa, família, empresa ou sociedade possui. Neste sentido, podemos falar de alguém com vasto patrimônio familiar; de Ouro Preto como patrimônio cultural da humanidade; e das obras de Machado de Assis e Eça de Queiroz como parte do patrimônio da língua portuguesa.

    Mas, além do uso coloquial, no vocabulário da economia e contabilidade, temos o conceito de patrimônio líquido: a diferença entre tudo o que uma pessoa física ou jurídica tem —seu ativo — e tudo o que ela deve — seu passivo.

    Exemplo (bem!) simplificado:

    No dia 1º do mês, uma loja tem um estoque de R$ 35 mil em mercadorias, R$ 10 mil aplicado no banco, um saldo de R$ 5 mil na conta corrente e mais R$ 10 mil em vendas a receber das operadoras de cartão de crédito no dia 15. Seu ativo então equivale a R$ 60 mil.

    Por outro lado, a loja deverá pagar R$ 5 mil em salários no dia 5, R$ 2 mil de aluguel no dia 10 e R$ 8 mil a fornecedores no dia 20. Seu passivo então equivale a R$ 15 mil.

    O chamado patrimônio líquido do empreendimento no dia 1º equivale, portanto, aos R$ 60 mil do ativo menos os R$ 15 mil do passivo, o que resulta no patrimônio líquido de R$ 35 mil:

    ATIVO PASSIVO
    Descrição R$ Descrição R$
    Mercadorias 35.000 Salários 5.000
    Aplicações 10.000 Aluguel 2.000
    Saldo C/C 5.000 Fornecedores 8.000
    Vendas a receber 10.000
    Total do ativo 60.000 Total do passivo 15.000
    Patrimônio líquido 35.000

    O conceito de patrimônio líquido é importante para investimentos a longo prazo e nas negociações nos mercados a termo ou futuro. Mas é fundamental para a boa gestão de uma empresa: quem esquece do acompanhamento diário do ativo e do passivo não escutam os números estão dizendo até que seja tarde demais!

    No exemplo, apesar do patrimônio líquido da loja ser relativamente alto, o passivo é maior do que as vendas a receber. Se não entrarem vendas à vista, será necessário baixar parte da aplicação para poder pagar todos os compromissos. Este tipo de situação pode ser um alerta de que a loja está perdendo clientes para a concorrência!

    Embora os conceitos de patrimônio líquido, ativo e passivo sejam mais identificados com pessoas jurídicas, são igualmente aplicáveis às pessoas físicas. Todos temos um patrimônio. Carro, casa, móveis, aplicações financeiras, ações e até mesmo coisas simples como um vale-presente são parte dos nossos ativos. Já as despesas mensais, empréstimos, juros e prestações de serviços como viagens de férias são todos parte dos nossos passivos pessoais.

    E, assim como na empresa, é preciso prestar atenção à situação e à variação de nossos ativos e passivos. Em tempos de vacas magras, de dificuldades financeiras, tal acompanhamento pode ser uma experiência difícil e penosa – mas é essencial para que uma pessoa ou família consiga superar suas dificuldades financeiras e gradualmente recompor um patrimônio positivo.

    Termos relacionados